'Passeio do Uberabinha': proposta para um parque linear em Moema

Mapa mostrando o trajeto do Passeio do Uberabinha em verde, o curso do córrego em azul e a posição das fotos deste post em vermelho. Uma versão deste mapa em PDF, com melhor resolução, está disponível para download aqui ou no final do post.

A ideia não é nova nem é minha: resgatar a presença de alguns das centenas de cursos d'água escondidos sob o asfalto e o concreto de São Paulo.

O córrego Uberabinha tem suas nascentes nas imediações da Al. Iraí com Al. Aicás (onde os subsolos dos condomínios têm constantes problemas de infiltração), atravessa — enterrado — a Av. Ibirapuera e deságua no córrego Uberaba, sob a Avenida Hélio Pellegrino, em Moema.

Desde o começo deste ano atuando como conselheiro participativo da Subprefeitura da Vila Mariana, tomei conhecimento dos Planos de Ação Regional da Prefeitura para o bairro em 2020. Entre as diretrizes para o perímetro do Uberabinha, consta:

Realizar estudos para analisar a viabilidade de implantação de um Parque Linear ou de Caminhos Verdes, através do percurso do Córrego Uberabinha (canalizado), resgatando a relação da área com o Córrego e procurando preservar o valor histórico dos córregos no processo de urbanização da cidade.

Além desta diretriz, vemos, entre os objetivos do Plano, o seguinte:

  • Qualificação de espaços livres públicos;
  • Melhorar as condições de circulação de pedestres e ciclistas;
  • Ampliar e melhorar os espaços de uso público para promover o convívio social e valorizar os passeios como áreas de uso comum;
  • Recuperação e conservação ambiental dos cursos d’água, manejo de águas pluviais e obras de drenagem.

Infelizmente, apesar de estarem mencionados nas diretrizes dos planos de 2020, esses estudos de viabilidade até agora não avançaram e provavelmente não avançarão este ano.

Em fevereiro, quando a Prefeitura fez o chamamento de sugestões para os Planos de Ação Regional de 2021, enviei este trabalho, na esperança de dar alguns passos para a concretização do projeto. Voltei a apresentá-lo agora, no processo participativo de elaboração do orçamento anual do município para 2021, atualmente em andamento. A proposta foi pré-selecionada para a etapa seguinte — a votação popular , junto com outras 14 enviadas pela população para a Subprefeitura da Vila Mariana. Você pode votar em até cinco propostas que deseja ver executadas. As mais votadas de cada subprefeitura serão incluídas na Lei Orcamentária Anual de 2021.

Vote na proposta 352 se você também acha que este projeto tem potencial para melhorar o bairro e se tornar um novo ponto de interesse turístico e paisagístico na cidade.

O parque linear seria também uma forma de lidar com o problema de alagamentos da região, uma das principais queixas de moradores e associações de bairro locais, por meio da instalação de pisos permeáveis, jardins de chuva e, eventualmente, a “descanalização” de trechos do córrego, que voltaria a fazer parte da paisagem urbana.

O Passeio Uberabinha seria, a grosso modo, um "calçadão" exclusivo para pedestres, ciclistas e outros modais de transporte ativo, ligando a Av. Helio Pelegrino à Av. Ibirapuera, passando por vielas atualmente degradadas ou subutilizadas e faixas não edificáveis “privatizadas” (possivelmente de forma irregular), com uma extensão total aproximada de 1,1 km, onde seriam instalados jardins, arborização, mobiliário urbano, ciclovias e paraciclos, quiosques comerciais, equipamentos de esporte e lazer infantil etc.

O que se propõe aqui é um trajeto para este passeio, apontando algumas peculiaridades de cada trecho, identificado pelas ruas que o atravessam. Veja mais detalhes nas legendas das fotos abaixo (clique nas imagens para ampliá-las). E não esqueça de se cadastrar para participar da construção do orçamento da cidade, votando nas até o dia 23 de julho de 2020.

 

Arquivos anexados: 
AnexoTamanho
PDF icon Mapa do Passeio do Uberabinha em PDF448.63 KB

FOTO 1
1º trecho - Hélio Pellegrino, Araguari, Pintassilgo  - fotos 1 a 4

Neste trecho, correspondente às primeiras duas quadras, o caminho está inteiramente desimpedido e com acesso público. A viela começa com uma largura de aproximadamente 12 metros na Av. Hélio Pellegrino e vai afunilando até cerca de 3,5 metros na Rua Pintassilgo. A primeira quadra é utilizada como estacionamento de uma loja de automóveis na Hélio Pellegrino. A segunda quadra é arborizada e alguns moradores mantêm pequenas hortas nos canteiros.

FOTO 2

FOTO 3

FOTO 4

FOTO 5

2º trecho - Pintassilgo, Diogo Jácome, Tuim  - fotos 5 a 8

Neste trecho de duas quadras, a viela foi cercada pelos prédios lindeiros e são subtutilizadas, como áreas de lazer ou estacionamento privativos. Propôe-se que essas áreas voltem a ser de uso público.

FOTO 6

FOTO 7

FOTO 8

FOTO 9 

3º trecho - Tuim, Inhambu (Travessa Jornalista Otávio Muniz) - foto 9

Para atravessar esta quadra, o Passeio do Uberabinha passaria pela Travessa Jornalista Otávio Muniz. Nenhuma edificação tem acesso por esta travessa, que poderia ser comletamente revertida para um calçadão de uso exclusivo de pedestres e ciclistas. O trecho da Rua Tuim, entre a saída da viela (FOTO 8) e o início da Travessa, teria suas calçadas alargadas com a eliminação de vagas de estacionamento, sem prejuízo da fruição de veículos motorizados.

FOTO 10

4º trecho - Inhambu, Canário - fotos 10 e 11

Sobre este trecho, ver Lei 9.410, de 24 de 24/12/1981, que institui viela sanitária não edificável nesta quadra. Os edifícios residenciais lindeiros à faixa incorporaram a área para uso de lazer privativo. Propõe-se a reversão deste espaço para o uso público. Alternativamente, em caso da inviabilidade de resgate da faixa não edificante para uso público, propõe-se o desvio pela Av. Macuco ou Av. Rouxinol, que receberiam alargamento de calçadas no local do estacionamento de veículos, sem prejuízo da fruição dos veículos motorizados.

FOTO 11

FOTO 12

5º trecho - Canário, Gaivota - foto 12

Nesta quadra, uma parte do Passeio já está livre para uso público, mantida pelo condomínio contíguo e chamada Praça João Alves Meira. Aqui, é possível ver e ouvir o córrego Uberabinha através de uma grelha instalada na praça.

FOTO 13

6º trecho - Gaivota, Jauaperi, Arapanés, Ibirapuera (Av. Ibijaú) - foto 13

O último trecho do Passeio do Uberabinha corresponde à Av. Ibijaú em toda sua extensão, da R. Gaivota até a Av. Ibirapuera. Com apenas 3 quadras de extensão, esta via não é essencial para a fruição dos veículos motorizados. Propõe-se a instalação de calçadão de pedestres, com acesso de veículos motorizados permitido somente a residentes dos imóveis da via.

Blog tags: 
Compartilhe: