UTFPR lança pós-graduação em tecnologias digitais para arquitetura e construção

Centro Cultural Heidar Aliyev, no Azerbaijão, de Zaha Hadid, um exemplo de arquitetura paramétrica.

A Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR – oferece, em 2018, o curso de especialização em Engenharia Digital e Tecnologia BIM em seus campus de Curitiba e Apucarana, no Paraná.

 

O curso foi estruturado para atender a demandas recentes de arquitetos e engenheiros que buscam inovar e otimizar as atividades de projeto e construção civil por meio da aplicação de novas tecnologias digitais.

 

BIM

 

Sigla para ‘Building Information Modelling’, ou Modelagem de informação da Construção, BIM é o processo de trabalho baseado em modelos computacionais, elaborados em conjunto pelos diferentes profissionais envolvidos nas fases de design, construção e manutenção do edifício, que carregam não só informações geométricas e dimensionais, mas também informações sobre as propriedades e especificações técnicas de seus materiais e componentes, dados climáticos, energéticos e ambientais, informações sobre uso e ocupação da edificação etc. O modelo BIM passa a ser um instrumento fundamental para a qualidade, eficiência e precisão dos processos de produção de projetos e execução de obras, até a manutenção do edifício.

 

As disciplinas do curso da UTFPR procuram dar ao aluno uma visão abrangente do BIM, abordando sua aplicação em diferentes segmentos de projeto arquitetônico, de instalações prediais e cálculo estrutural, bem como no planejamento, coordenação e orçamento de obras, por meio da utilização de softwares BIM como ArchiCAD e Revit, entre outros.

 

Arquitetura paramétrica

 

O curso também apresentará técnicas e ferramentas para o desenvolvimento da Arquitetura Algorítmica ou Paramétrica, que vem revolucionando a forma de se projetar e construir edifícios. Nela, o design do objeto dá lugar ao design do processo que gera o objeto: formas geométricas são geradas a partir de algoritmos que interpretam dados – ou parâmetros – tais como a orientação solar e direção dos ventos, resistência dos materiais e suas propriedades termoacústicas, cálculos de lotação e escoamento, requisitos energéticos, normas e legislações de construção etc. O processo pode resultar em geometrias altamente complexas, que seriam impossíveís de detalhar e fabricar com métodos tradicionais. 

 

Os alunos poderão explorar um pouco das possibilidades do design paramétrico por meio da utilização integrada dos softwares Rhinoceros, Grasshopper e ArchiCAD.

 

Nossas aulas de programação GDL complementam o pacote, introduzindo conceitos universais de programação, aplicados à criação de objetos paramétricos, e apresentando uma forma de criar soluções espaciais a partir de algoritmos e modelar geometrias a partir de equações matemáticas.

 

Mais detalhes nas imagens abaixo (clique para ampliar) e no site da UTFPR, campus Curitiba e campus Apucarana.

 
Compartilhe: 

Comentar