Blog

Papai Noel por acaso

Pelo terceiro ano consecutivo, os ciclistas do Instituto Cicloativo, liderado pelo André Pasqualini, receberam doações de bicicletas encostadas e as reformaram para doá-las a crianças pobres.

Este ano, foram “apenas” 70 bicicletas, depois das 100 do primeiro ano e das 250 do segundo. Não por falta de doações, mas por falta de mais braços para reformá-las e recolocá-las em condições de uso.

Declaração de voto

Amigos, evitei entrar em bate-boca até agora, mas diante de tantas barbaridades que tenho lido, sinto que é meu dever cívico me manifestar. Porque eu vi a Luz, e seria muito mesquinho não compartilhar com vocês este Insight que tive o privilégio de receber.

Por isso venho a público fazer um apelo à razão, conclamando todos os Cidadãos de Bem a votarem no Meu Candidato, pelos motivos que listo a seguir:

Tumulto no centro

São Paulo - Um contingente de mil civis foi destacado pela Sociedade para reprimir com violência uma manifestação com a mesma quantidade de policiais que se concentravam pacificamente no Centro durante o final da tarde deste sábado.

Recado aos ultramoderados

Estes dias encontrei pessoas que não via há algum tempo e fui surpreendido por estranhos questionamentos sobre opiniões que manifesto nas redes sociais. Elas teriam ouvido falar que eu virei militante do PT, que doei dinheiro ao partido e até que eu teria assumido um cargo público numa secretaria municipal (e quem disse isso me garantiu que não estava zoando da minha cara!). Me perguntaram se eu odiava os EUA. Me aconselharam, com boas intenções, a não expor opiniões tão "radicais", porque precisamos "manter as portas abertas".

Carro: um perdulário de espaço

Diante da choradeira dos paulistanos por por causa das novas faixas de ônibus (como se elas – e não os próprios automóveis – é que fossem as responsáveis pelos congestionamentos), aqui vão uns cálculos rápidos.

Congestionamento é falta de espaço. Esta é uma tentativa de comparar quanto um passageiro paga pelo uso do metro quadrado de rua quando utiliza carro e ônibus. Conclusão: o passageiro de ônibus paga pelo menos 3,6 vezes mais que o passageiro de automóvel pela utilização do mesmo espaço público das vias.

11 de Setembro: perguntas ainda sem resposta

"Crê nos que buscam a verdade. Duvida dos que a encontraram."
(André Gide)

No início da minha vida adulta, não havia internet. Estar "bem informado" sobre o que acontecia no mundo era relativamente fácil, mera questão de acompanhar a meia-dúzia de veículos a que tínhamos acesso. Não havia motivo para duvidar deles, pois em geral se endossavam mutuamente, pelo menos nas narrativas fundamentais, e apresentavam uma versão consistente dos fatos – a versão "oficial".

Páginas